O esforço dos portugueses, aliado a uma política de testagem massiva e de progressão da vacinação, permitiu a redução sustentada no número de novos casos diários de infetados com a doença COVID-19, verificando-se, de igual modo, uma redução do número de internados em hospitais e da taxa de ocupação das unidades de cuidados intensivos, tendo sido cumpridos os critérios identificados pelos peritos como fundamentais para o controlo da pandemia.

Assim, através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 45-C/2021, foi declarada, até às 23:59h do dia 16 de maio de 2021, a situação de calamidade em todo o território nacional continental.

Pode consultar a Resolução aqui.

  • Partilhe